PROJETO EDUCANDO PARA RENOVAR

SUMÁRIO EXECUTIVO

Com os avanços tecnológicos e econômicos, o social retardou de forma imensurável. Junto com o avanço, alguns aspectos da sociedade progrediram e outros regrediram, desta forma a pobreza mundial se acentuou, mais ainda em nosso país, considerado terceiro mundo, apesar de possuir tanta riqueza, a má distribuição de renda acelera o empobrecimento dos indivíduos.
Desta forma, o Poder Público não atende toda sua demanda por vários motivos e um deles é o número da demanda e seu aumento constante.
Como o Poder Público não atende toda demanda, houve uma descentralização das ações repassando estas às chamadas Organizações Não Governamentais – ONG´s. Ao repassar a responsabilidade para essas organizações, o Poder Público nas três esferas não repassou verbas ou algum tipo de financiamento. Desta forma, hoje, todas as entidades sociais existentes lutam pela própria existência, pois sobrevivem de doações de colaboradores, eventos realizados pela Organização, venda de produtos artesanais, brechós e buscam intensamente verbas nas três esferas de governo.
A Casa da Sopa é um retrato das Organizações Não Governamentais do nosso país, localizada na região mais pobre de Presidente Prudente, sobrevive de doações de colaboradores e eventos, não atende toda comunidade por falta de verbas.
Na busca pela melhor qualidade de vida e do desenvolvimento social e informacional dos moradores do Jardim Morada do Sol e Residencial Francisco Belo Galindo, a Casa da Sopa tem como missão contribuir no desenvolvimento social da comunidade e fazer valer alguns direitos garantidos pela Constituição Federal onde muitos deles nesses bairros foram abolidos.

APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO

Casa da Sopa Francisco de Assis – Associação Assistencial e Educacional Espírita – CASOFA.
A entidade está localizada na Rua Willian Edy Tedros número 171 no Jardim Morada do Sol em Presidente Prudente com o CEP 19097-460.
A diretoria é composta pelo Presidente Sr. Elson Narciso Costa; Vice Presidenta Sra. Márcia Camargo; 1º Tesoureiro Sr. André Luis Semensati; 2º Tesoureiro Sr. Edson José Coelho; 1º Secretária Sra. Adriana Aparecida Negrão; 2º Secretária Sra. Eliane Nascimento Silva; Conselheira Fiscal Sra. Sandra Regina de Oliveira Rocha Lugão; Conselheira Fiscal Sra. Sheila Mendes; Conselheira Fiscal (Suplente) Sra. Maria Aparecida Cordeiro; Conselheira Fiscal (Suplente) Sra. Geralda Flávia da Cruz Pedro; Conselheira Fiscal (Suplente) Sta. Heracléia Campos de Souza; Conselheiro Fiscal (Suplente) Sr. Antonio Rodrigues Tinta.
A CASOFA fundada no ano de 1991 com o objetivo de distribuir sopa entre algumas famílias que residiam na região periférica da cidade. Como os recursos eram próprios de um pequeno grupo, portanto os recursos eram bem limitados e a demanda sempre aumentando, tiveram que delimitar a quantidade de alimentos e consequentemente de famílias atendidas. Dessa forma tiveram que delimitar a ação e escolheram o bairro Jardim Morada do Sol, pois muitas famílias atendidas na periferia da cidade, foram colocadas de forma precária em um bairro que foi criado para ser excluído, pois localizado a sete quilômetros da área central sem infra estrutura nenhuma, dessa forma nasceu o bairro Morada do Sol.
Hoje a CASOFA não distribui mais sopa, pois as necessidades do bairro já ultrapassaram o alimento físico, hoje existem diversos projetos em desenvolvimento, sendo o Projeto Ramos (Raízes na África e Morada no Sol) projeto piloto da entidade que valoriza a cultura e raça negra, a arte, a musicalidade, a dança de axé.
Além do Projeto Ramos, a entidade também desenvolve outros projetos como de Leitura Infantil, Língua Inglesa, Gerontologia e o atendimento à comunidade com Dentistas e Médicos (Homeopatia e Ginecologia) todos voluntários.
Os resultados obtidos ao longo dos anos são satisfatórios, e se reflete nos aspectos externos da entidade como escola e dentro da própria casa.
A CASOFA se mantém financeiramente com doações mensais de colaboradores e uma vez por ano (no inverno) fazemos uma feijoada para ser vendida por toda cidade

JUSTIFICATIVA

O Brasil assim como em nível mundial, vem passando por transformações significativas em seu contexto econômico, político e social.
O Brasil é considerado um país de terceiro mundo, apesar da riqueza produzida, à distância entre os grandes empresários detentores do poder e dos indivíduos que vivem abaixo da linha da pobreza, é assustador.
Com o avanço da política neoliberal, há crescimento econômico, porém, o desenvolvimento social não acompanha esse tal crescimento, aumentando cada vez mais o nível de exclusão e vulnerabilidade social, acentuando cada vez mais as expressões da questão social.
O estado de São Paulo possui a maior economia do Brasil. Esse desenvolvimento econômico se reflete nas condições de vida dos habitantes como na educação, o Estado apresenta índices educacionais relativamente superiores ao restante do País e a qualidade do ensino também supera a média nacional.
O município de Presidente Prudente, localizado na região oeste do estado de São Paulo com uma população estimada em 202.000.00 habitantes também enfrenta diversos desafios para o seu desenvolvimento.
A Casa da Sopa Francisco de Assis, localizada na região norte do município, onde está localizado o mapa de exclusão social local, atende os bairros Jardim Morada do Sol e Residencial Francisco Belo Galindo.
Estes bairros por estarem a sete quilômetros da área central do município, encontra-se em processo de transformação. O bairro foi criado aproximadamente dezessete anos, onde serviu de depósito humano sem qualquer cuidado ou contra partida do poder público local.
O nível de exclusão e vulnerabilidade social é gritante, as expressões da questão social são visíveis, onde famílias inteiras ficam a mercê da solidariedade e caridade de outras pessoas, pois muitos direitos garantidos pela constituição, por vezes não são respeitados e por outros abolidos por completo da comunidade.

OBJETIVO GERAL

Criar um jornal eletrônico confeccionado na CASOFA, como instrumento para minimizar a questão do lixo na comunidade.

OBEJTIVOS ESPECÍFICOS

Fortalecer a leitura e o aprendizado de 100% das crianças e adolescentes participantes dos Projetos da CASOFA, através da confecção do jornal eletrônico voltado para educação ambiental;
Minimizar a questão do lixo em 60% na comunidade dentro de doze meses como sendo projeto piloto através da distribuição do jornal eletrônico;

PUBLICO ALVO E LOCALIZAÇÃO

Moradores do Jardim Morada do Sol e Residencial Francisco Belo Galindo

METODOLOGIA E AÇÕES

Realizar mutirão de limpeza do lixo nas casas, terrenos vazios, quintais, ruas e áreas de lazer, todos os espaços que compõem a comunidade nessa primeira fase (12 meses);
Realizações de oficinas temáticas com a participação da comunidade local em todos os períodos;
Confecção e distribuição de um jornal eletrônico voltado para educação ambiental.

AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO

INDICADOR DE PROCESSO

Números de pessoas envolvidas;
Quantidade de jornais impressos/entregues;

Ao SENAC/Banco Santander

Estamos enviando aqui a solicitação formal de recursos ao Banco Santander, para realização do Projeto Educando para Renovar, sob a responsabilidade da nossa instituição.
O valor total do projeto é de R$ 25.900.00 incluídos os custos de avaliação.
Desse total, R$ 23.900.00 estão sendo solicitados ao Banco Santander e 2.000.00 são de nossa contrapartida institucional.
A maior parte desse recurso (64%) será aplicada com profissionais especializados – Técnico Ambiental, Coordenador e Monitor - por isso acreditamos q o impacto final será sustentável a curto prazo.
Seguem, então, o resumo executivo do projeto e os anexos de interesse.
Nossa Diretoria e nossos colaboradores esperam que o Banco Santander possa decidir favoravelmente a este empreendimento que será, sem dúvida um marco importante no processo de desenvolvimento social da comunidade local.

 

Atenciosamente

 

Elson Narciso Costa
Presidente
Casa da Sopa Francisco de Assis